POLÍTICAS DA ALTRAN

Política da Qualidade

A Altran Portugal, na sua missão, promove o sucesso dos negócios dos seus Clientes, estimulando o seu desenvolvimento, o seu crescimento e a melhoria da sua rentabilidade, visando a prestação de um serviço de qualidade e colocando as suas capacidades ao serviço das necessidades e expectativas dos seus clientes e partes interessadas, enquanto mantém o respeito pelos valores que defendem.

Tendo em conta esta referência, a Direção da Altran Portugal estabelece e mantém a seguinte política de qualidade pela qual todas as atividades da empresa são desenvolvidas:

  1. A Direção mostrará liderança e compromisso e assumirá a responsabilidade de estabelecer, rever, manter e melhorar continuamente o Sistema de Gestão da Qualidade, garantindo que seja compatível com a estratégica, o objetivo e o contexto da organização;
  2. O compromisso na Gestão da Qualidade assumido pela empresa deve ser sistematicamente e progressivamente revisto e partilhado com toda a equipa de gestão, com base no cumprimento de requisitos legais, normativos e organizacionais;
  3. Todos contribuem para a melhoria contínua através da participação e envolvimento de todos em prol da satisfação dos clientes e de todas as partes interessadas;
  4. O foco permanente na missão da Altran, impulsionado por resultados económicos, financeiros e ambientais que permitem o desenvolvimento sustentável da empresa a curto, médio e longo prazo, é apoiado por objetivos, metas e processos relevantes, claramente orientados para os requisitos, necessidades e expectativas dos clientes e partes interessadas;
  5. A avaliação periódica da satisfação, requisitos, necessidades e expectativas do Cliente, e o tratamento adequado das áreas de melhoria identificadas é um objetivo a partilhar por todos;
  6. O enfoque no conhecimento e desenvolvimento do pleno potencial de todos os colaboradores, ao nível do indivíduo e das equipas, é condição essencial para garantir a satisfação do cliente e a eficiência dos processos. Através de orientação e suporte, cada colaborador terá um entendimento adequado da importância da função do Sistema da Qualidade, da sua responsabilidade de contribuir para a sua eficácia e a sua relevância direta para o sucesso da empresa;
  7. Adoção de uma conduta não tendenciosa, mas justa e rigorosa na seleção de fornecedores, na avaliação contínua de seu desempenho e na avaliação dos produtos e serviços fornecidos;
  8. A identificação e entrega pontual à organização dos recursos necessários e suficientes para alcançar os objetivos e metas estabelecidos, a simplificação e otimização dos processos, é o suporte da melhoria contínua do desempenho do Sistema de Gestão da Qualidade;
  9. Implementação de uma política de melhoria contínua dos sistemas de avaliação de desempenho e estabelecimento de objetivos de qualidade, de forma a abordar os riscos e oportunidades determinados pela Direção e reagir rapidamente às mudanças, desenvolvendo sistemas de iniciativa para melhorar a eficiência da nossa resposta;
  10. O Sistema da Qualidade será monitorizado, medido, avaliado e melhorado regularmente sob a responsabilidade final da Direção, responsabilizando-se pela eficácia do sistema de gestão da qualidade.

Política da Investigação, Desenvolvimento e Inovação

A Política de Investigação, Desenvolvimento e Inovação da Altran Portugal, S.A. assenta em cinco compromissos:

  • Estimular e apoiar o aparecimento de novas ideias e o seu desenvolvimento de uma forma sistemática e constante, com o objetivo de fortalecer vantagens competitivas e posicionamento no mercado;
  • Promover a gestão das interfaces externas e a organização nos processos de inovação, de forma a assegurar a circulação e transferência de conhecimento entre a atividade inovadora da organização e o seu ambiente;
  • Promover uma gestão por objetivos e monitorizar continuamente os indicadores de processo, de forma a incrementar o desempenho da inovação dentro da organização;
  • Melhorar de forma contínua a eficácia das atividades de inovação, não só reagindo adequadamente às falhas, mas também antecipando potenciais problemas;
  • Assegurar um elevado nível de competência de todos os colaboradores tendo em vista garantir o desenvolvimento das competências necessárias para a investigação, desenvolvimento e inovação.

Política da Segurança da Informação

A Política de Segurança da Informação da Altran Portugal, S.A. tem os seguintes objetivos gerais:

  • Assegurar a confidencialidade, integridade, rastreabilidade e disponibilidade da informação na organização, que deve estar sempre protegida e disponível para os processos de negócio, projetos e serviços que dela necessitem;
  • Proteger a informação gerida pela organização contra qualquer tratamento indevido, acidental ou deliberado, de origem interna ou externa, evitando possíveis incidentes de segurança;
  • Reduzir a vulnerabilidade dos ativos da empresa ao nível da segurança e impacto potencial dos riscos identificados, através de uma adequada avaliação e gestão de riscos, e implementação de controlos apropriados;
  • Garantir o tratamento e armazenamento da informação de acordo com todas os requisitos legais em vigor.

Estes objetivos estão alinhados com a estratégia da empresa e requisitos de negócio abrangendo todas as áreas da Altran Portugal, S.A., nomeadamente administrativa, comercial e técnica (projetos e serviços).

A direção da Altran Portugal, S.A. assume o compromisso de dar suporte aos objetivos e princípios desta política, e de assegurar os meios necessários para a implementação e manutenção dos mesmos.
A direção da Altran Portugal, S.A. nomeia como Gestor da Segurança da Informação o responsável pelos sistemas de informação da empresa, o qual tem como responsabilidade no âmbito desta política gerir o SGSI – Sistema de Gestão da Segurança da Informação.

Esta política tem por base os seguintes princípios:

  • Cumprimento das obrigações de segurança contratuais da organização com os seus clientes internos e externos;
  • Cumprimento da legislação em vigor e normativa aplicável em matéria de segurança relacionada com a segurança informática, a segurança dos edifícios e instalações, comportamento dos colaboradores e de partes terceiras no uso da informação existente no âmbito do SGSI;
  • Alinhamento da Política de Segurança com as Políticas de Qualidade e de Delivery assim como com qualquer outra política ou norma que se aplique à globalidade da organização;
  • Estabelecimento de uma capacidade de resposta adequada à ocorrência de situações de emergência, estabelecendo planos de continuidade e recuperação do negócio que devem ser revistos, atualizados e validados periodicamente;
  • Estabelecimento de um sistema que permita detetar, analisar, reportar e corrigir possíveis brechas na segurança da informação;
  • Estabelecimento de um processo de formação, educação e sensibilização adequado para todos os colaboradores, os quais serão responsabilizados e punidos por violações das regras subjacentes a esta política;
  • O objetivo da organização, simplificação e otimização de processos e recursos é o suporte à melhoria contínua do desempenho do Sistema de Gestão da Segurança da Informação.

Política Ambiental

A Direção da Altran Portugal, S.A. assume o compromisso de dar suporte aos objetivos desta política e de assegurar os meios necessários para a implementação e manutenção dos mesmos.

Os objetivos desta política são os seguintes:

  • Integrar os aspetos ambientais em todas as áreas da nossa gestão, promover a melhoria sistemática e contínua do comportamento ambiental, mediante a definição de objetivos e metas;
  • Estabelecer e manter iniciativas que garantam o cumprimento de todo os requisitos legais para a proteção do meio ambiente e outros requisitos subscritos pela organização;
  • Promover o uso racional e eficiente dos recursos naturais, gerindo e conservando a biodiversidade de forma sustentável e implementar ações redirecionadas para a redução, reutilização e reciclagem de materiais que gerarmos na nossa atividade;
  • Proporcionar a todos os nossos colaboradores a formação necessária para o respeito do meio ambiente;

Estes objetivos estão alinhados com a estratégia da empresa e requisitos de negócio abrangendo todas as áreas da Altran Portugal, S.A.

Política do ADMS

O compromisso da Altran Portugal com a entrega de projetos/serviços:

  • Esta política está alinhada com as outras políticas existentes na Altran Portugal aplicáveis ​​a toda a organização;
  • Fornecer uma adequada gestão de qualidade de projetos e serviços da Altran Portugal;
  • Garantir a conformidade da legislação atual, regulamentos e normas de autoridades reguladoras, segurança da informação, segurança de edifícios e instalações, comportamento ético de colaboradores e de terceiros envolvidos no uso das informações contidas no Sistema de Gestão Integrado (IMS) e no Altran Delivery Management System (ADMS);
  • O Program Office (PO) contribui para os objetivos organizacionais, em particular os que estão relacionados com metas financeiras e os que atendem aos parâmetros contratuais acordados, por meio da implementação de projetos e serviços. Contribui também na simplificação e otimização de processos e recursos, apoiando a melhoria contínua do IMS e do ADMS;
  • O PO segue os processos do IMS e do ADMS que, por sua vez, cumprem com os requisitos das normas ISO 9001: 2015, ISO 27001: 2013, IDI NP4457: 2007, ISO 20000: 2018, ISO 13485: 2016, modelo ASPICE v3.1, TISAX – Very High Protection level (nível de maturidade 3) e o modelo CMMI-DEV v1.3 (nível de maturidade 3), permitindo as respetivas certificações e classificações de maturidade;
  • Os projetos/ serviços desenvolvidos, no âmbito do PO, garantem a aplicação rigorosa das boas práticas de gestão (nomeadamente do PMBoK, para gestão de projetos, e do ITIL, para gestão de serviços), como uma maneira de fornecer produtos e serviços de qualidade aos clientes nos termos contratuais acordados;
  • Todos os projetos e serviços devem ter orçamentados todos os seus componentes, garantindo uma correta distribuição de custos indiretos e alocação de custos diretos, de forma a fornecer um custo global para cada projeto e serviço e garantir o controlo eficaz dos recursos financeiros;
  • Aumentar a eficiência dos processos de entrega e de suporte, analisando aprendizagens e sugestões de melhoria, sempre com foco na melhoria contínua da entrega de projetos e serviços;
  • Garantir a conformidade dos níveis de serviço contratados e outras obrigações contratuais entre a Altran Portugal e seus clientes e fornecedores, bem como a gestão de possíveis incidentes e problemas;
  • Assegurar o estabelecimento de uma política de entregas, indicando a frequência e o tipo de entrega, de acordo com os clientes;
  • Garantir a provisão de recursos;
  • A equipa de recursos humanos que participa nos projetos/ serviços tem as competências e a formação adequados que lhes permitem desempenhar as suas funções e tarefas designadas;
  • Garantir a capacidade de responder a situações de emergência, estabelecendo planos de continuidade de negócio que devem ser revistos, atualizados e validados periodicamente;

Para gestão de riscos, a política é:

  • Definir um sistema de gestão de riscos compatível com os requisitos e as melhores práticas fornecidas pelas normas e modelos acima mencionados, de forma a detetar, analisar, responder e corrigir possíveis ameaças, lacunas e até oportunidades nos projetos e serviços da Altran Portugal, incluindo segurança da informação e/ou anomalias dos níveis de serviço contratados;
  • Definir uma estratégia de gestão de risco dedicada a produtos de dispositivos médicos com base nos requisitos da ISO 14971: 2019;
  • Redução dos riscos associados à continuidade da prestação de serviços, protegendo a infraestrutura que suporta os serviços e as informações geridas por eles contra qualquer ação indevida, acidental ou deliberada de origem interna ou externa, evitando possíveis incidentes de segurança e reduzindo o seu potencial impacto.

Para gestão de mudanças, a política é:

  • Garantir o cumprimento dos requisitos de desenho e transição de serviços novos ou alterados;
  • Certificar que todos os itens de configuração estejam sob o controlo de gestão de alterações e que todas as alterações sejam analisadas de acordo com os critérios definidos para determinar e analisar mudanças que possam causar um impacto significativo nos serviços e/ou no cliente.

A Direção da Altran Portugal, S.A., está comprometida em apoiar os objetivos e princípios desta política e garantir os meios necessários para sua implementação e manutenção.

CERTIFICAÇÕES